Transcomunicação Instrumental

Bem vindos!

Espaço destinado ao estudo, documentação e divulgação de pesquisas relacionadas à Transcomunicação Instrumental e a outros métodos.

Utilizaremos estes instrumentos na busca de parâmetros científicos, com o objetivo de elucidar e explicar a eternidade da consciência e a realidade existencial não materializada neste plano físico. O termo foi criado em 1980 pelo Físico alemão Erns Senkowsky e segundo os dicionários mais atualizados significa a comunicação com a verdade eterna ou comunicação transcendental.

O objeto da TCI

A TCI pesquisa através de experimentações e estudo, a transcomunicação entre os seres inteligentes que "vivem" no planeta Terra com os que existem em outras realidades. A alegada captação se dá através de aparelhos eletrônicos, como gravador, rádio, televisão, fax, telefone convencional, computador, celular, etc. e inclusive outros, especialmente projetados para tal.

Tipos de fenômenos pesquisados

- EVP (Eletronic Voice Phenomena), abreviatura em Inglês de fenômeno de voz eletrônica (Transcontatos): Alegada captação de vozes de outras realidades e/ou dimensionalidades, como as dos chamados "mortos" ou as de consciências que nunca viveram ou estiveram neste planeta ( alienígenas, etc.).

- Transimagens (Parapsicofotos, Transvídeos, etc.): São imagens captadas através de câmeras fotográficas e de vídeo, onde se utiliza várias técnicas, como a do Papel alumínio, TecNoir, água, etc.

Estaremos sempre interessados em pesquisas que tenham relação com novas formas de comunicação com o “Além”, desde que se possa de alguma forma, através de experiências sérias, colecionar e catalogar parâmetros que possam avaliar a existência de tais “fenômenos”.

Observação: As imagens captadas através da TCI necessitam, para a sua visualização e análise, de uma boa dose de paciência e percepção visual. Orienta-se que as visualizem num ambiente de pouca claridade, visto que algumas são diáfanas e/ou translúcidas.

- Translate /Traduzir:

Traduzir para ChinêsTraduzir para Espanholtraduzir para françêstraduzir para inglêstraduzir para alemãotraduzir para japonêsTraduzir para Russo

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Formas de contato - Transcomunicação Instrumental

Não existem restrições a quem deseje se comunicar com os mortos através de aparelhos. Segundo o professor Clóvis Nunes, qualquer um pode fazer o contato, já que a manipulação dos aparelhos para esse fim é semelhante à que é feita habitualmente, no uso doméstico. Ele recomenda, entretanto, que seja evitada a comunicação com suicidas ou aqueles que tiveram morte violenta, em função das dificuldades que estes podem estar enfrentando na transição para o outro plano. Outra indicação de Nunes é que as pessoas que estejam enfrentando sofrimento pela perda de entes queridos evitem fazer contato, embora possam recorrer a alguém conhecido de sua confiança. A comunicação pode ser feita a sós ou em grupo, de preferência marcando-se um horário do dia e da semana para que a experiência seja repetida. Clóvis Nunes sugere ainda que as tentativas só sejam iniciadas depois de uma leitura atenta dos títulos que tratam do assunto.

Técnica 1 - Das mais utilizadas no mundo inteiro, é a que dá os melhores resultados, segundo o pesquisador baiano. São necessários quatro rádios, sendo um deles antigo, com válvulas. Eles devem ser alinhados, com um gravador e um microfone externo no centro, sobre uma camada de espuma a uma distância de 30 a 40 centímetros dos rádios. Assim arrumados, os aparelhos devem ser sintonizados de formas diferentes. O primeiro, entre as estações de AM; o segundo, entre as emissoras de FM; o terceiro deve ser colocado entre faixas de ondas curtas; que ficam no canto do dial, à esquerda ou à direita; e o quarto aparelho, o de válvulas, precisa sintonizar estações estrangeiras.
Os quatro rádios, que vão estar gerando ruídos, devem apresentar volume normal (não precisa ser alto). Então, liga-se o gravador com uma fita virgem dentro, fazendo-se uma evocação, isto é, um chamamento ao espírito com o qual se deseja comunicar. A operação deve ser repetida de 20 a 30 minutos diariamente, registrando-se na fita: "Experimento de transcomunicação ou tentativa de contato com... Cidade... Dia... Hora....", deixando a fita rodar de cinco a 10 minutos. A gravação é feita de forma normal, com o play e o record apertados. Ao final, registre-se: "Final de contato", desligando-se os aparelhos a seguir.

Técnica 2 - Ligue um aparelho de televisão e sintonize num canal sem transmissão. Com uma câmera de vídeo sobre um tripé, a um metro de distância, foque o zoom na TV, enquadrando a tela. Então, pegue o sinal da câmera e leve para a TV e vice-versa, retornando para a câmera. É aconselhável usar uma lâmpada infravermelha e outra ultravioleta, mas com cuidado, pois elas prejudicam a visão. É necessário também adquirir um spot. Acenda uma lâmpada de frente para a outra, interceptando a luz da TV para a câmera e proceda de maneira semelhante à da gravação com rádios, fazendo a evocação e deixando a Câmera funcionar, filmando a tela da TV por 10 a 15 minutos. Não são necessários mais de 30 minutos por dia. Ao rebobinar a fita, utilize o recurso do slow motion (câmera lenta), já que, muitas vezes, a imagem do espírito só aparece entre um quadro e outro, numa velocidade que o olho humano não consegue captar.

Técnica 3 - Com um computador simples, coloque um disquete formatado, criando um código e digitando uma pergunta na tela do computador com a evocação: "Tentativa de contato com o espírito...". Deixe a mensagem em seguida. Feche e depois novamente o arquivo, através da memória principal ou pelo disquete, podendo imprimir a resposta.

======================================================
Não exister uma única técnica. Retirei da página:

Transcomunicação Instrumental - TCI

Por Celso Martins - Mediunidade ao seu Alcance
http://www.mensagemespirita.com.br/livro/1951924/mediunidade-ao-seu-alcance-celso-martins

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Apenas um rosto...

UM ROSTO
Apenas um rosto...para mim muito significativo, fico impressionada sim e não sei explicar o que fazia este rosto em um papel laminado...nada fiz, apenas captei o que lá existia naquele momento. Acho meu trabalho de pesquisa incompleto porque não sei explicar, não sei dizer se este rosto é de "alguém" que tem vida, consciência, ou é apenas uma figura, moldada pela minha mente (minha vontade) ou plasmada por uma inteligência...Gostaria de ter uma explicação perfeita sobre isto. Em TCI denomina-se de transimagem e supõe-se que seja de um ser que talvez viva em outra realidade e que esteja tentando se comunicar. Observo um rosto bem delineado, com nariz, lábios, sobrancelhas  e olhos fechados ou semi-cerrados.