Transcomunicação Instrumental

Bem vindos!

Espaço destinado ao estudo, documentação e divulgação de pesquisas relacionadas à Transcomunicação Instrumental e a outros métodos.

Utilizaremos estes instrumentos na busca de parâmetros científicos, com o objetivo de elucidar e explicar a eternidade da consciência e a realidade existencial não materializada neste plano físico. O termo foi criado em 1980 pelo Físico alemão Erns Senkowsky e segundo os dicionários mais atualizados significa a comunicação com a verdade eterna ou comunicação transcendental.

O objeto da TCI

A TCI pesquisa através de experimentações e estudo, a transcomunicação entre os seres inteligentes que "vivem" no planeta Terra com os que existem em outras realidades. A alegada captação se dá através de aparelhos eletrônicos, como gravador, rádio, televisão, fax, telefone convencional, computador, celular, etc. e inclusive outros, especialmente projetados para tal.

Tipos de fenômenos pesquisados

- EVP (Eletronic Voice Phenomena), abreviatura em Inglês de fenômeno de voz eletrônica (Transcontatos): Alegada captação de vozes de outras realidades e/ou dimensionalidades, como as dos chamados "mortos" ou as de consciências que nunca viveram ou estiveram neste planeta ( alienígenas, etc.).

- Transimagens (Parapsicofotos, Transvídeos, etc.): São imagens captadas através de câmeras fotográficas e de vídeo, onde se utiliza várias técnicas, como a do Papel alumínio, TecNoir, água, etc.

Estaremos sempre interessados em pesquisas que tenham relação com novas formas de comunicação com o “Além”, desde que se possa de alguma forma, através de experiências sérias, colecionar e catalogar parâmetros que possam avaliar a existência de tais “fenômenos”.

Observação: As imagens captadas através da TCI necessitam, para a sua visualização e análise, de uma boa dose de paciência e percepção visual. Orienta-se que as visualizem num ambiente de pouca claridade, visto que algumas são diáfanas e/ou translúcidas.

- Translate /Traduzir:

Traduzir para ChinêsTraduzir para Espanholtraduzir para françêstraduzir para inglêstraduzir para alemãotraduzir para japonêsTraduzir para Russo

sábado, 30 de novembro de 2013

Transfoto - Um rosto /Moça Loura


Transfoto obtida fotografando um papel laminado dourado. Para fotografar foi utilizando um celular com câmera de 8MP. Veja abaixo o papel laminado utilizado.


Obs.: Em tempo: Se observarem com atenção e cuidadosamente a foto do papel laminado dourado, vão divisar um rosto do lado direito. Só observei isto após ter postado a imagem. É com o olhar aguçado, prescrutador que descobrimos as transfotos, algumas são bem delineadas, outras precisam de tratamento para surgirem mais nítidas. Faço isto com o editor de imagem Fast Stone Viewer.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Espaço Cultural do Moradas TCI

.................//BIBLIOTECA (Livros/Revistas)..........

Visite nossa espaço Cultural, mais de 400 livros para ler e fazer download:
http://moradastci.blogspot.com.br/p/espaco-cultural.html
Leia:
- Sinopse e Livros sobre Transcomunicação Instrumental por Alexandre Borges
- Telefone para o Além - Friedrich Jüergenson
- Coletânea de Obras de Chico Xavier
- Um dia em Marduk - Pedro Ernesto Stilpen e Lázaro Sanches de Oliveira
- Vozes do Além pelo Telefone - Oscar D'Argonnell
E muitos outros...
Prestigie o nosso espaço e participe com seus comentátios.
Obs.: Contribuam para com nosso espaço cultural enviando o Link de Obras sobre Ciência e Espiritualidade.:
E- mail: lameiraiane@gmail.com.

Obrigada a todos.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

VIDA ALÉM DA VIDA - SOMOS ETERNOS


Foto: VIDA ALÉM DA VIDA - SOMOS ETERNOS

Nascemos para buscar a plenitude, para adquirir conhecimentos e esta caminhada é árdua, cheia de escolhas, um caminho solitário e ao mesmo tempo de trocas, inter-relações, reflexões constantes. A lapidação do espírito requer muita teimosia e depende de ações corajosas. 
A maioria das pessoas tem uma noção errônea sobre a Morte, mas ela é o caminho do entendimento da Vida e nada mais é que a porta para a ascenção da alma. Uma passagem entre o "Eu" enclausurado e o "Eu" verdadeiro. Todos querem encontrar a chave da felicidade, mas a maioria não percebe que ela não é a finalidade real, o bem maior.Há algo mais profundo para vivenciar e não está exatamente ligado a sentimentos imediatistas e egoístas. A finalidade da vida é aprender a amar de forma incondicional e junto com este aprendizado aprendemos a senha  da plenitude, um bem muito mais amplo e duradouro do que a felicidade. Há de se compreender antes de tudo que não há mistérios e que tudo está dentro de tudo e fora de tudo, permeando, com uma fina lâmina todo o nosso Multiverso, tanto exterior, como pessoal. A vida existe fora do corpo físico e é mais intensa, verdadeira. Somos eternos.
Nossos entes queridos, aqueles que viajaram para outras realidades estão mais perto de nós do que antes e não são fantasmas. É preciso ouvi-los, senti-los, ampará-los , amá-los. Não os abandone por causa de preconceitos, tirem o verdadeiro véu das ilusões dos olhos e percebam que o Amor escorre,como água, por todas as brechas das nossas ilusões. Sim, eles estão mais perto de nós do que antes, mas não desejamos vê-los, por medo do que não tentamos entender e no entanto estão, a maioria das vezes precisando da nossa atenção, do nosso amor.
Preparem-se para a viagem que nos aguarda, alimentando a alma com significados que transcendam a ignorância humana. Nesta viagem levamos conosco todo o conhecimento que obtivemos neste pequeno planeta e nada mais, nenhum bem terreno, nenhum valor físico, apenas o aprendizado.
Ianê Lameira
Nascemos para buscar a plenitude, para adquirir conhecimentos e esta caminhada é árdua, cheia de escolhas, um caminho solitário e ao mesmo tempo de trocas, inter-relações, reflexões constantes. A lapidação do espírito requer muita teimosia e depende de ações corajosas. 
A maioria das pessoas tem uma noção errônea sobre a Morte, mas ela é o caminho do entendimento da Vida e nada mais é que a porta para a ascenção da alma. Uma passagem entre o "Eu" enclausurado e o "Eu" verdadeiro. Todos querem encontrar a chave da felicidade, mas a maioria não percebe que ela não é a finalidade real, o bem maior. Há algo mais profundo para vivenciar e não está exatamente ligado a sentimentos imediatistas e egoístas. A finalidade da vida é aprender a amar de forma incondicional e junto com este aprendizado aprendemos a senha da plenitude, um bem muito mais amplo e duradouro do que a felicidade. Há de se compreender antes de tudo que não há mistérios e que tudo está dentro de tudo e fora de tudo, permeando, com uma fina lâmina todo o nosso Multiverso, tanto exterior, como pessoal. A vida existe fora do corpo físico e é mais intensa, verdadeira. Somos eternos.
Nossos entes queridos, aqueles que viajaram para outras realidades estão mais perto de nós do que antes e não são fantasmas. É preciso ouvi-los, senti-los, ampará-los , amá-los. Não os abandone por causa de preconceitos, tirem o verdadeiro véu das ilusões dos olhos e percebam que o Amor escorre,como água, por todas as brechas das nossas ilusões. Sim, eles estão mais perto de nós do que antes, mas não desejamos vê-los, por medo do que não tentamos entender e no entanto estão, a maioria das vezes precisando da nossa atenção, do nosso amor.Preparem-se para a viagem que nos aguarda, alimentando a alma com significados que transcendam a ignorância humana. Nesta viagem levamos conosco todo o conhecimento que obtivemos neste pequeno planeta e nada mais, nenhum bem terreno, nenhum valor físico, apenas o aprendizado. 
Ianê Lameira

Modelo Organizador Biológico (MOB) - Ernâni Guimarães

Modelo Organizador Biológico- Hernâni Guimarães Andrade
Hernâni Guimarães Andrade 
(31 de maio de 1913, Araguari, MG  - 25 de abril de 2003, Bauru, SP)



O Prof. Hernâni Guimarães Andrade é mundialmente considerado um dos maiores pesquisadores científicos na área da parapsicologia,  psicobiofísica, transcomunicação instrumental (TCI) , comunicação com mentes extracorpóreas, através de aparelhos eletrônicos e de outros tantos assuntos muitas vezes considerados tabús pelos cientistas acadêmicos.

Nasceu em Minas Gerais, no dia 31 de Maio de 1913, no Município de Araguarí, bem dentro do chamado Triângulo Mineiro. 
Menino ainda mudou-se para São Paulo onde, em 1941, formou-se  Engenheiro Civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - USP.
Com toda convicção possível, ele adotou para si, a religião espírita, da qual foi um dos seus mais ardorosos defensores. 
Extremamente simpático, acessível e comunicativo o Prof.Hernani foi um pesquisador metódico e rigoroso, tendo obtido reconhecimento no meio científico com o resultado prático de seus trabalhos.  


Em 1958 publicou um dos destaques de toda a sua obra: a Teoria do Modelo Organizador Biológico, falando da natureza do Espírito e do corpo bioenergético.    
Em 1963, fundou o Instituto Brasileiro de Pesquisas Psicobiofísicas.Lá, construiu uma série de aparelhagens para pesquisar e demonstrar a sobrevivência do espírito. Trabalhou em inúmeros casos sugestivos de reencarnação e de Poltergeist, desenvolvendo uma série de aparelhagens ligadas à transcomunicação, isto com todo o cuidado exigido pela investigação científica moderna. Foi sempre um pesquisador de ponta, mostrando com simplicidade e serenidade a realidade dos fenômenos psicobiofísicos. 
Um dos destaques de sua obra é a TEORIA DO MODELO ORGANIZADOR BIOLÓGICO, publicada em 1958, acerca da natureza do Espírito e do Perispírito. Construiu uma série de aparelhagens para pesquisar e demonstrar a sobrevivência do espírito. Foi o primeiro a trabalhar pessoalmente em inúmeros casos sugestivos de reencarnação e de Poltergeist, desenvolvendo igualmente artigos e aparelhagens ligadas à transcomunicação, com linguagem e formato na excelência científica. Foi sempre um divulgador das novidades mundiais de pesquisa de ponta, mostrando com simplicidade e serenidade a realidade dos fenômenos psicobiofísicos e incentivou o quanto pode a criação de outros Institutos de Pesquisas no Brasil. 
Espírita convicto, conhecido por sua simpatia e humildade, Dr.Hernâni foi também um pesquisador metódico e rigoroso, tendo obtido reconhecimento no meio científico com o produto de seus trabalhos, nacional e internacionalmente.
Entre muitos prêmios, recebeu o “Diplôme de MEDAILLE D’OR”, concedido pelo Conselho Superior da “ORDRE DE L’ÉTOILE CIVIQUE”, “Union des Elites Françaises”, fundada em 1929 e consagrada pela Academia Francesa, em reconhecimento pelos trabalhos científicos no campo da Parapsicologia. 
Tem 17 livros publicados, entre eles: “Psi-Quântico”, “Transcomunicação Instrumental”,  “Matéria Psi”...
Fez sua transição no dia 25 de abril de 2003, no Município de Bauru, onde vivia.

Uma coisa é certa, o Prof Hernani  plantou bases sólidas para o desenvolvimento de uma pesquisa realmente científica acerca da natureza do Espírito. 


Principais obras do Dr. Hernani:
1) A Teoria Corpuscular do Espírito (Uma Extensão dos Conceitos Quânticos e Atômicos à Idéia do Espírito), 1a. edição, 1958; Edição do Autor.
2) Novos Rumos à Experimentação Espirítica, 1a. edição, 1960; Edição do Autor.
3) Parapsicologia Experimental, 1a. edição, 1967; Editora Pensamento , São Paulo, SP.
4) A Matéria Psi, 1a. edição, 1972, Casa Editora O Clarim, Matão ¾ SP.
5) Morte, Renascimento Evolução: (Uma Biologia Transcendental) 1a. edição, 1983; Editora Pensamento, São Paulo, SP.
6) Muerte, Renacimiento, Evolución: (Una Biología Transcendental) 1a. edição, 1993, Ediciones CIMA, Apartado 3425 ¾ Caracas (1010) ¾ Venezuela (em espanhol).
7) Espírito, Perispírito e Alma: (Ensaio Sobre o Modelo Organizador Biológico) 1a. edição, 1984, Editora Pensamento, São Paulo, SP.
8) Psi Quântico (Uma Extensão dos Conceitos Quânticos e Atômicos à Idéia do Espírito) 1a. edição, 1986: Editora Pensamento, São Paulo, SP.
9) Reencarnação no Brasil (Oito Casos que Sugerem Renascimento) 1a. edição, 1988, Casa Editora O Clarim, Matão, SP.
10) Ocho Casos de Reencarnación, 1a. edição, 1994 ¾ Editora Rivail, Apto. 18847, Santafé de Bogotá, D.C. - Colômbia (em espanhol).
11) Poltergeist (Algumas de Suas Ocorrências no Brasil), 1a. edição 1989 ¾ Editora Pensamento, São Paulo, SP.
12) Transcomunicação Instrumental - TCI (pseudônimo Karl W. Goldstein) ¾ 1a. edição, 1992, Editora Jornalística FE., Coleção Folha Espírita; v.1, São Paulo, SP.
13) Renasceu por Amor ¾ (Um Caso que Sugere Reencarnação ¾ Kilden & Jonathan) - 1a. e 2a. edição, 1995, 3a. edição 2000, Editora Jornalística FE., (monografia n.7).
14) A Transcomunicação Através dos Tempos ¾ 1a. edição, 1997, Editora Jornalística FE., Coleção Folha Espírita, São Paulo, SP.
15) Morte: Uma Luz no Fim do Túnel ¾ 1a. edição, 1999, Editora Jornalística FE, São Paulo, SP. Psi Quântico (Uma Extensão dos Conceitos Quânticos e Atômicos à Idéia do Espírito) ¾ 1a. reedição, 2001, Casa Editora Espírita “Pierre-Paul Didier”, Votuporanga, SP
16) Parapsicologia ¾ Uma Visão Panorâmica 2002, Editora Jornalística FE, São Paulo, SP
17) Você e a Reencarnação ¾ 1a. edição, 2002, CEAC Editora, Bauru, SP.


Texto copiado do link: http://www.imagick.org.br/

domingo, 24 de novembro de 2013

Anagramas fonéticos - Aspecto científico da TCI

Entrevista com Dr. Ronaldo Dantas Lins: Anagramas Fonéticos na Pesquisa de Transcomunicação

ALEXANDRE DE CARVALHO BORGES - http://www.alemdaciencia.com/


Dr. Ronaldo Dantas Lins

Por Alexandre de Carvalho Borges – Janeiro de 2012
Nessa entrevista, conversaremos com o médico, matemático, parapsicólogo e bacharel em Direito Dr. Ronaldo Dantas Lins. Ele é autor de dois livros na área da Parapsicologia, o “Curas por Meios Paranormais: Realidade ou Fantasia?” e o “Teoria Parapsicológica Geral (e outros ensaios)” e co-autor do livro “A Escola de Parapsicologia de Pernambuco”. Dr. Ronaldo também é pesquisador de Transcomunicação Instrumental e coordena o Grupo de Estudos e Pesquisas em Transcomunicação Instrumental Ivo Cyro Caruso, em Pernambuco.
No final do ano de 2011, Dr. Ronaldo lançou seu livro específico sobre a Transcomunicação: “Vozes Eletrônicas Paranormais: Uma Abordagem Científica”, onde aborda este campo de pequisa com um olhar sério e sem mistificações. Acompanhe a entrevista abaixo, realizada em dezembro de 2011.

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Uma bonita expressão no olhar - Transfoto

Esta imagem foi capturada pela pesquisadora de Transcomunicação Instrumental Rose Soares e de acordo com o seu relato foi obtida através de uma técnica muito simples que permitiu um resultado impressionante. Observa-se nariz, lábios bem delineados em um face angelical, inclusive nota-se a bela expressão do olhar. Belíssima.
Técnica:
- Rose Soares: Filmo um fundo iluminado e depois analiso quadro a quadro. Tenho um papel que reflete várias cores e usei lanterna de Led para iluminar.

  •                                                                                                                                                                                                                       

sexta-feira, 15 de novembro de 2013

JORNAL DA TCI - Carlos Alvino/TCI-BR


Hoje exploraremos alguns links ligados a seres extraterrestres que costumam apresentarem-se na TCI, apenas vídeos dublados e legendados.
Para guardar e ter sempre à disposição. Nem sempre o Jornal da TCI tem novidades, mas sempre há gente nova chegando então para eles e para nós outros pode ser interessante rever esses documentários e vídeos.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013


Suposta parapsicofotografia (transimagem/Transfoto) obtida através da técnica do papel laminado. Foi capturada com a câmera de um celular (8MP). Visualizo o rosto (meio translúcido) de um jovem (lado esquerdo) e do lado direito , encostado à face observada, a imagem de um cãozinho peludo, com a patinha dianteira direita levantada e focinho/olhos bem visíveis. Observo ainda os dentes do jovem, que parece estar sorrindo. 

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

A percepção do" imperceptível".


Eles falam o tempo todo, como falamos o tempo todo.
Eles utilizam de todos os meios para nos alertar e avisar.
Eles nos transmitem imagens e sons, através das imagens e sons do cotidiano.
Tente algo inédito para você.
Experimenta a TCI ao ar livre, não na sua casa, mas ao ar livre.
Faça assim:
Vá a um local de sua cidade onde existam muitas pessoas reunidas e falando.
Aqui em SP, costumo ficar próximo a porta do lab, a que dá para a rua da frente.
Uma rua muito movimentada, com pessoas passando e falando o tempo todo.
Então, sente-se por alguns minutos, ali aonde não seja visto, mas possa ouvir.
E costumeiramente converse com eles, os seres do além.
E fique à espreita de todos os sons que ouve vindos do exterior, em especial às vozes dos transeuntes.
E notará com relativa facilidade que algumas pessoas vão falar palavras ao passarem na vizinhança do seu ponto de observação, que são as respostas à sua conversa com eles.
No ínicio serão palavras soltas, mas significativas, como as que ouve no rádio da TCI.
Depois com o correr dos minutos ou horas, perceberá que são mesmo mensagens inteiras.
E que foram transmitidas a você não pelo rádio da TCI, nem por nada disso, mas pelas pessoas que passavam por ali.
Eles utilizam as pessoas para inconscientemente elas transmitirem as palavras a você, as palavras deles.
Então apure seus sentidos, e ouça os ruídos produzidos pelos humanos, na rua.
Uma motocicleta passando, um rádio de automóvel mais alto, o som apressado dos passos, o frenar de um veículo, o ruído do automotor que passa velozmente, e notará que esses ruídos, com sua audição agora expandida são também mensagens entregues a você.
E então, sem precisar nada mais que interpretar esses sons com essa novissima ferramenta que estará usando, seu cérebro repaginado e reprogramado, começara a perceber o quão presentes eles estão o tempo todo ao nosso redor e o quanto influenciam as coisas e situações.
Nesse momento, estará captando os “sinais”, os sinais da natureza, dos seus protetores, do divino, e entendendo a manifestação deles todos ao seu lado sempre.
À partir dessa experiência enriquecedora, a TCI deixará de ser seu instrumento de comunicação e terá você adquirido a capacidade, que pode ter sido inata, de integrar-se e comunicar-se com toda a natureza e seus seres, à partir desse instante você será um médium.
 
Agora tente você interpretar seus próprios sons, pois eles falam através de seu corpo de você mesmo, sem rodeios, como se utilizassem seu corpo como um instrumento musical, como um instrumento de TCI, faça assim: 
 
Coloque seu microfone sobre a mesa, ao lado de uma folha de papel áspera.
Ligue seu gravador de sons e começa a registrar os sons.
Então tome o lápis.
E escreva sobre o papel sua pergunta, o ruído do lápis raspando no papel deve ser registrado com clareza pelo seu microfone.
Se não foi, faça assim: coloque o microfone sob a parte de cima da folha de papel, e escreva na parte de baixo da folha, assim o microfone vai capturar os ruídos do lápis sobre o papel áspero.
Então após escrever seu comentário ou pergunta, interrompa a gravação.
E ouça o que gravou.
Aos poucos vai perceber no ruído do lápis sobre o papel a resposta a pergunta ou um comentário deles sobre o que você escreveu.
Tente, e observe como sem que você soubesse como, eles estavam respondem a você ao mesmo tempo que você perguntava e usando da sua mão, da pressão dela sobre o lápis e deste sobre o papel para dar-lhe um resposta e comentar.
Aproveite o bom momento e agradeça ao seu colega espiritual pela graça e pelo dom de ouvir.
Nesse ponto terá percebido que ele/ela não só leu o que vc escreveu, como respondeu.
Eles estão aí, ao seu lado, e agem sobre você o tempo todo, integralmente, perfeitamente afinados contigo.
Eles no multiverso deles e você no teu.
Notará essa conexão forte e intensa e vai perceber que ele/ela é também parte de você naquele momento.
E terá então realizado aquilo que denominam de incorporação, mas essa será muito mais sutil, mais firme e mais inteligentemente engendrada.
Com o tempo perceberá que ao escrever os ouvirá respondendo nos ruídos.,
Ao caminhar os ouvirá em seus passos,
Cantando os ouvirá em sua voz,
Pensando os ouvirá em seu pensamento,
Orando os ouvirá em seu coração.
Refletindo em si os ruídos universo, aprenderá a comunicar-se com os seres dos céus, os animais na terra, os insetos nas suas tocas, os anjos nas suas estrelas, com Deus na sua imensidão escura e luminosa, fonte de toda vida, comunicação e amor.
Tente, experimente, arrisque-se a ser diferente, a desenvolver em si o que tem de mais perfeito e interno que é a sua capacidade de comunicar-se de corpo e alma com Deus.
Relatem seus experimentos e sentimentos, suas emoções e suas comunicações, deixe a razão de lado um pouco, libere suas emoções e começe a ouvir e ver a vida espiritual pulsando em cada objeto material que te cerca, a intervenção deles o tempo todo.
E um dia, quando o teu tempo chegar, como o meu ainda não chegou, servirá você, sem receio nem dor, como um médium, um instrumento bem treinado, na frente luta entre o bem e o não bem, na conexão entre o além e o aqui, entre os que buscam e os que sofrem na busca, entre os mortos e os vivos, entre o umbral das dores dos outros e a terra dos amores nossos.
 
Que a Paz esteja com todos vocês, meus amigos, que possamos todos juntos conseguir esse feito maravilhoso que é o desenvolver da mediunidade sem dor e sem desequilíbrio.

Abraço Forte
Carlos Eduardo Paladino Alvino.

Fora da Caridade não há salvação

Recebi esta mensagem de Ivo Lancelloti, um ser que vive em outra realidade e conhece perfeitamente o significado de Tempo, Amor e Caridade.

O TEMPO CURA? Qual o melhor remédio?

Acho que não é o tempo que cura, mas a consciência de que não somos a existência mais importante através do qual "Deus" se propaga. Tudo é importante. As dores, os sofrimentos são ensinamentos. Como aprender o significado da alegria se não a vivenciarmos a tristeza? Como entender a luz se não conhecermos a escuridão? Tudo fica gravado dentro de cada célula espiritual e todo este cabedal de vivências é que pode nos transformar em seres melhores, prontos para agir com as mãos sublime da verdadeira caridade, o Amor insofismável. No entanto, é necessário, antes de tudo, cultivar a alegria em cada passo trilhado, levando esta aprendizagem para todos aqueles que necessitam de entendimento e que desejam apreender o verdadeiro significado da existência. Com a consciência de estar no mundo não tão somente para fazer turismo, devemos arregaçar as mangas, aprendendo em cada ação com todos aqueles que cruzam o nosso caminho. As dores e os sofrimentos podem ser guardados, trancafiados, com zelo dentro de uma caixinha de ferramentas espirituais, afinal, elas serviram para lixar nosso egoísmo, aparar as arestas da nossa insensatez e podem nos ser úteis em outros momentos. Amemos pois, esta é a melhor ferramenta para o arrefecimento da nossa própria dor, pois existem outras piores que necessitam do nosso auxílio e não estão somente em nós, mas ao nosso redor.
Às vezes somos instados a mandar tudo para o inferno, mas o que adianta? Iremos juntos, movidos pela nossa insensatez.
Amar ao próximo não é uma teoria, é uma prática que requer constância, exigindo de nós o entendimento profundo de nossas fragilidades e aflorando desta forma, de maneira natural, o que temos de melhor para oferecer. Exige ainda, que percebamos a inutilidade do nosso egoísmo, pois embora inato, humano, necessário em algum momento em nossa era pré-história, deve ser abandonado, relegado finalmente, para que possamos prosseguir atentos aos nossos verdadeiros desígnios.
Quais seriam então nossos verdadeiros desígnios? Façamos uma reflexão constante a este respeito e descobriremos dentro de nós mesmos todas as respostas.

- Ian Lama/ Ivo Lancelloti.